Portugal Portefolio - Representar Portugal é um arquivo em desenvolvimento em busca de uma iconografia para o Portugal contemporâneo. A partir de fenómenos recentes de identidade portuguesa procura-se definir ícones de representação que se relacionem com uma realidade presente, entre referentes do imaginário coletivo ou poéticas individuais. Repensar símbolos de portugalidade tais como o galo de Barcelos como expoente máximo de representação através da sua permeabilidade na vida presente e quotidiana. Por vezes as imagens são permeáveis ao tempo diluindo-se na cultura contemporânea como fenómenos de identidade. Outras vezes não sabemos os motivos pelos quais se tornam ícones. Muitas vezes associadas a fenómenos de popularidade através da sua disseminação nas redes sociais tais como o recente restauro do Ecce Homo por Cecília Gimenez, contribuindo para a visibilidade e afirmação da cidade de Borja, em Espanha. Imagens que surgem a partir de lendas ou mitos, que perdem a sua autoria tornando-se vernaculares, tais como o galo de Barcelos ou imagens que diluem a sua autoria no tecido cultural e social tal como o “Zé Povinho” de Rafael Bordalo Pinheiro.

Este projeto pretende repensar a adequação de imagens, símbolos e ícones de identidade para Portugal, assim como construir e propôr novos símbolos num repertório para uma memória colectiva. Representar Portugal remete para o legado, deixar para a história uma marca, um testemunho da passagem do tempo. Uma alegoria para a construção de uma memória futura

Júlio Dolbeth